FILME – A Incrível História de Adaline

A Incrível História de Adaline Blake Lively

Sinopse

Adaline Bowman (Blake Lively) nasceu em 1908. Ela tinha uma vida normal, marido, uma filha, até sofrer um grave acidente de carro. Desde então, o tempo, milagrosamente, parou para Adaline, e ela fica indefinidamente com a aparência de 29 anos. Ela vive uma existência solitária, nunca se permitindo criar laços com ninguém, para não ter seu segredo revelado. Mas ela conhece o jovem filantropo, Ellis Jones (Michiel Huisman), um homem por quem pode valer a pena arriscar sua imortalidade.

Título Original: The Age of Adaline
Data de Lançamento: Maio/2015
Gênero: Drama e Romance
Diretor: Lee Toland Krieger
Elenco: Blake Lively, Harrison Ford, Michiel Huisman, Ellen Burstyn entre outros
Distribuidor: Diamond Films

O que achei do filme?

Uma mulher vive sozinha em São Francisco com seu cãozinho Cris. Seu nome de batismo é Adaline Bowman mas seu nome atual é Jennifer Larson. Ela trabalha no departamento de Registros Cívicos, lugar ideal para manter sua identidade em sigilo. Um de seus colegas de trabalho pede sua ajuda para arquivar rolos de filmes antigos de notícias. Adaline resolve assistir um desses rolos e as notícias gravadas ali foram vividas intensamente por ela. Nessa fita antiga de 1906 ela lembra todo seu passado e como tudo aconteceu.

Seu nascimento foi notícia nos jornais da época afinal ela nasceu no dia 1º de janeiro de 1908, às 00h01. Porém foi em 1937, 10 meses após a morte de seu marido, que tudo mudou. Adaline estava dirigindo para a casa dos pais, na praia, onde sua filha de 5 anos esperava por ela. Na estrada, numa noite fria de inverno e neve, um acidente, uma derrapagem na curva, jogou o carro de Adaline no rio. A água muito gelada foi diminuindo seus batimentos cardíacos, fazendo com que o coração parasse de bater. Nesse momento, um raio caiu no carro e a descarga elétrica gerada a fez reviver. Por uma explicação científica (que só o filme soube criar) Adaline tem as células do envelhecimento do seu corpo “congeladas” e assim ela ficou imune ao tempo, conservando a idade que tinha no momento do acidente, seus 29 anos.

Algumas amigas já começavam a perceber que o tempo não passava para Adaline. Nos passeios com sua filha, era confundida com uma irmã mais velha. Devido a uma infração no trânsito, percebe que sua aparência não condiz com seus documentos e isso começa chamar a atenção. Ela, então, começa a buscar respostas para o que está acontecendo com seu organismo. Para isso, inicia um trabalho na escola de medicina. O FBI descobre que ela não envelhece e se interessa em fazer testes, levando Adaline detida. Ela consegue fugir e percebe que não pode mais ficar na cidade. Se despede de sua filha e foge. A partir de então, a cada década, nova residência, nova identidade, nova aparência.

Durante muitos anos Adaline evitou qualquer relacionamento mais sério. E se isso acontecesse, era hora de fugir! Porém, recebe o convite de uma amiga para passar o réveillon do dia 31 de dezembro de 2014 num hotel onde ela toca. Um closet invejável mostra todas as tendências de moda por qual Adeline passou e lá, escolhe um vestido longo de veludo vinho. Chegando ao hotel, encontra sua amiga e juntas brindam ao novo ano. Sua amiga é cega e não conhece a aparência de Adaline, que está sempre chamando a atenção de homens mais jovens. Nesse momento um rapaz entra no salão e chama sua a atenção.

Na virada do ano Adaline recebe um ligação e marca um encontro afinal ela faz aniversário no dia 1º de janeiro. Ao sair da festa, ela conhece Ellis, um moreno cujos olhos se cruzaram ainda no salão. No dia seguinte, Adaline almoça com sua filha e conversam sobre planos da mudança.

Para os preparativos da residência e identidade, Adaline vai ao banco e solicita inclusão de um novo signatário. O novo nome que adotará dali há 7 semanas.

Ellis faz várias tentativas de aproximação até que Adaline aceita jantar em sua casa. Ela foge de todo compromisso pois não pode viver um grande amor ao lado de ninguém e está presa a uma vida solitária e sem futuro. E mesmo pensando assim, não resiste ao seu coração e passa a noite com Ellis. Ao chegar em casa encontra seu cão doente, sem chance de sobreviver. Ao longo dos anos, vários cães, da mesma raça, foram suas únicas companhias e por isso mantém um álbum de fotografias deles, como lembrança.

Encaixotando tudo para a mudança, Adaline e a filha conversam sobre passar a vida fugindo, a solidão, a ausência do amor, uma vida sem futuro. E ela aceita dar mais uma chance a Ellis. Assim, ele a convida para viajar e comemorar o aniversário de 40 anos de casamento de seus pais. O que Adaline nunca podia imaginar é que o pai de Ellis, William, foi alguém muito importante em sua vida. Imediatamente ele a reconheceu porém ela mente dizendo que Adaline era sua mãe, que morrera há 6 anos. A confusão aconteceu pois ele foi o único homem que ela revelou sua verdadeira identidade. Adaline descobre que William se tornou um famoso astrônomo graças a descoberta de uma estrela ao qual colocou o nome de “Della“, seu apelido. Isso mexe demais com seus sentimentos sobre o futuro e o que ele provoca nas pessoas que ela se relaciona e precisa partir.

Ellis se declara apaixonado por Adaline e a gota d’água é quando William descobre que ela tem a mesma cicatriz que a Adaline que ele conheceu. Questionada pela verdade, ela confessa que é sim a Adaline do passado, que deixou ele esperando com um anel de noivado, no banco da praça. Num turbilhão de sentimentos e emoções, Adaline decide ir embora por não conseguir mudar o futuro. Mas algo muda totalmente seu destino…

Fico pensando o quanto este filme reflete a busca que se vive hoje. Congelar a idade. Congelar a juventude. Intervenções cirúrgicas que retardam o tempo. Sou uma mulher mais de 40. Minhas rugas mostram quantas experiências vivi. Será que vou ter coragem de arrancar essas páginas? Sinceramente não sei.

O filme retrata exatamente isso, uma mulher que parou no tempo, no auge de seus 29 anos e sofre por não conseguir amar, não ser permitido envelhecer ao lado do homem que ama, de ver sua filha envelhecendo e saber que o tempo está passando e que, a qualquer momento ela estará definitivamente sozinha no mundo. A beleza e a juventude de nada adiantou. Ela trocaria tudo o que tem para ter um futuro.

Uma mensagem linda, comovente e cheia de romance. Não deixem de assistir!! Mas antes, confira o trailer abaixo.

Curiosidades

A participação de Harrison Ford é o divisor de águas para a personagem. E o que mais chamou a atenção é a semelhança do ator que o representa jovem. Além da aparência, achei que a voz de Anthony Ingruber é muito parecida. Impressionante!

A Incrível História de Adaline nos faz lembrar do filme O Curioso Caso de Benjamin Button, com Brad Pitt, onde ele nasce velho e vai rejuvenescendo com o tempo até morrer bebê. Vale assistir também pois além de ter esse grande ator atuando, a caracterização de maquiagem é impecável. Ele fica totalmente irreconhecível!

A atriz Blake Lively fala sobre a importância do figurino e da maquiagem para contagem de tempo da personagem (assista aqui). Depois de muita pesquisa, a equipe descobre que, em determinados períodos, só existiam 4 tons de base e 7 cores de batom! (como viviam assim??? kkk) Além disso, a maquiagem foi feita conforme era na época, alterando tamanho dos lábios e do rosto, quando necessário. A magia das makes!!

O filme está disponível para quem é assinante do Netflix e do Net Now (até Julho/2018).

Espero que gostem do filme tanto quanto eu adorei assistí-lo.

Beijo e até a próxima!

Leave a Reply