FILME – A Dama Dourada

O filme A Dama Dourada

Sinopse

Sessenta anos depois de fugir de Viena durante a Segunda Guerra Mundial, Maria Altmann (Helen Mirren), tenta recuperar os bens de sua família apreendidos pelos nazistas, entre eles a obra-prima do pintor Gustav Klimt, “Retrato de Adele Bloch-Bauer”. Na companhia do jovem advogado Randy Schoenberg (Ryan Reynolds), Maria embarca numa busca que trará revelações inesperadas ao longo do percurso.

Título Original: Woman in Gold (A Dama Dourada)
Data de Lançamento: Julho/2015
Gênero: Drama
Diretor: Simon Curtis
Elenco: Helen Mirren, Ryan Reynolds, Katie Holmes entre outros
Distribuidor: Imagem Filmes

O que achei do filme?

O filme foi baseado no livro “A dama dourada: a extraordinária história da obra-prima de Gustav Klimt, Retrato de Adele Bloch-Bauer“, escrito pela jornalista Anne-Marie O’ Connor. Ela conta a tragetória de Maria Altmann, desde quando vivia com sua família na Áustria até os dias de hoje, já viúva e sozinha.

Não é novidade para ninguém o que os judeus sofreram durante a tirania de Hitler. Famílias foram dizimadas e as que sobreviveram, perderam tudo, desde a dignidade até os bens materiais. É nessa parte da história que o filme retrata: a saída de Maria e seu marido da Áustria, fugindo para a América, na tentativa de sobreviver ao holocausto que estava por vir.

Ela descobre, após a morte da irmã, que as obras de artes da família foram roubadas depois da invasão dos nazistas. As obras se encontram no museu em sua cidade natal. Em especial, o quadro de sua tia Adele Bloch-Bauer, por quem tinha grande afeto. Inconformada com o que fizeram, além do vínculo com o quadro, Maria contrata um advogado, filho de uma amiga para resgatar o que é seu por direito. Para isso, é necessário voltar onde viveu. O sofrimento que a distância mantinha adormecido veio à tona junto a todas as lembranças de sua infância, sua adolescência, seu casamento e sua partida.

A trama se desenvolve e a cada órgão governamental que eles consultam, mais dificuldades enfrentam.  Maria desiste mas seu advogado Randy (Ryan Reynolds) se sente mais envolvido nessa história, uma vez de seus avós morreram lá.

O filme retrata o sofrimento da família de uma forma bem específica. Nada parecido com A Lista de Schindler, por exemplo. A atuação de Helen Mirren é na medida certa. Uma mulher que carrega o sofrimento de deixar para trás seus pais e seu país para sobreviver. Já Ryan Reynolds, faz seu papel de coadjuvante, sem muita expressão mesmo depois que se envolve sentimentalmente com o caso de sua cliente.

Vale à pena assistir. Uma história baseada em fatos reais cheia de determinação, sofrimento familiar e, acima de tudo, superação.

Assista ao trailer abaixo e confira a história de envolve arte, cultura e uma emoção que envolve do início ao fim!

Quem quiser ler o livro (A Dama dourada: Retrato de Adele Bloch-Bauer) que deu origem ao filme, pode encontrá-lo na loja virtual da Livraria da Travessa por R$ 55,22.

O filme está disponível para assinantes da Netflix e Net Now.

Alguém já viu este filme? Conte o que achou.

Beijo e até a próxima!

Leave a Reply